• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Reunião de planejamento das atividades do 8 de março na PB tem participação da CUT

O movimento de mulheres e feminista da Paraíba realizou, na quarta-feira última (8), mais uma reunião mensal, a primeira de 2020.

Publicado: 09 Janeiro, 2020 - 20h43

Escrito por: Elara Leite

Divulgação
notice

O movimento de mulheres e feminista da Paraíba realizou, na quarta-feira última (8), mais uma reunião mensal, a primeira de 2020. No encontro, foram iniciadas as discussões de organização das atividades do 8 de março no Estado. A CUT-PB foi representada na atividade pela secretária-geral, Luzenira Linhares e pela diretora estadual Maria José Rozado Oliveira.

Para a Secretária da Mulher Trabalhadora da CUT-PB, Cícera Batista, “diante do desmonte das políticas públicas e da retirada de direitos da classe trabalhadora, em que as mulheres foram brutalmente atingidas, se faz necessário unir forças e construir uma base forte para os enfrentamentos e a retomada do desenvolvimento econômico com distribuição de renda que sempre defendemos para o nosso país”.

Durante a reunião, foi definida a realização de um seminário no dia 25 de janeiro para a preparação do Ato Unificado na Paraíba e encaminhamento da agenda da jornada do 8 de Março. Foram formadas as comissões de trabalho, que já iniciaram a organização e construção dos eixos desse ano.

Como parte da programação, além do ato unificado, a Secretaria de Mulheres da CUT-PB irá organizar, no âmbito da central e seus sindicatos filiados, atividades a partir dos eixos e orientações definidos nacionalmente pela central.

Para discutir essas ações, o Coletivo Estadual de Mulheres realizará uma reunião na próxima quarta-feira (15), às 9h, na sede da CUT-PB, em João Pessoa. Na oportunidade, também serão definidas as ações da secretaria para 2020. “Nessa perspectiva, a Secretaria de Mulheres da CUT-PB busca fortalecer a luta das mulheres através da unificação das ações históricas construídas pelos Movimentos de mulheres e feminista no Estado Paraíba”, concluiu Cícera.