• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Diretoras da CUT-PB recebem Diploma Ednalva Bezerra

Na sexta-feira última (13), a tesoureira da CUT-PB, Magali Pontes e a secretária de comunicação, Lúcia Figueiredo, receberam o Diploma Mulher Cidadã Ednalva Bezerra, homenagem da Câmara de Vereadores

Publicado: 18 Março, 2020 - 16h42

Escrito por: Elara Leite

Elara Leite
notice

Na sexta-feira última (13), a tesoureira da CUT-PB, Magali Pontes e a secretária de comunicação, Lúcia Figueiredo, receberam o Diploma Mulher Cidadã Ednalva Bezerra, homenagem da Câmara de Vereadores a mulheres que possuem notória contribuição social. Vinte mulheres foram homenageadas nesta edição do prêmio.

                A tesoureira da CUT-PB, Magali Pontes, que é bancária, vem atuando no movimento sindical durante sua trajetória, com aproximação também junto ao MST e ao movimento de mulheres. Ela avalia que é um motivo de orgulho receber a homenagem.

“Ter sido contemplada nessa homenagem no mês de março, com referência ao Dia Internacional da Mulher, me deixou muito lisonjeada por receber o título de cidadã Ednalva Bezerra. Quem conhece a história de Ednalva se orgulha muito disso. É uma forma de reconhecimento do trabalho que nós mulheres desenvolvemos no cotidiano, nos espaços de militância, nos espaços de luta que às vezes são invisibilizados. Fazer parte dessa homenagem a várias mulheres com o diploma Ednalva Bezerra é muito importante e gratificante,” ressaltou Magali.

A secretária de comunicação da CUT-PB, Lúcia Figueiredo, que também é diretora de formação do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba, vem atuando na luta dos trabalhadores há mais de vinte anos. Além de sua atuação junto à categoria dos jornalistas e na própria Central Única dos Trabalhadores, Lúcia é assistente social, desenvolvendo seu trabalho com jovens em vulnerabilidade social detidos em conflito com a lei, assim como no Sindicato dos Servidores da FUNDAC, Sintac.

“Esse diploma é uma forma de reconhecer o que é ser mulher cidadã. Isso eu me considero, uma mulher cidadã e uma mulher trabalhadora. Não escolhemos em vida o que queremos fazer. Reconheço que minha militância não é feminista, que é uma causa muito importante, mas a vida me sacudiu em outras trincheiras de luta, por uma sociedade mais justa, por direitos humanos e pela causa da criança e do adolescente. Me sinto muito feliz por esse reconhecimento”, resumiu Lúcia Figueiredo.  

O Diploma Ednalva Bezerra leva o nome de uma paraibana que lutou incansavelmente por direitos, tornando-se uma referência nacional e até internacional pela emancipação da mulher. Ela foi a única paraibana Secretária Nacional da Mulher Trabalhadora da CUT Nacional.