• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-PB reforça compromisso com trabalhadores e trabalhadoras dos Correios

PL que autoriza a privatização da empresa foi aprovada na Câmara dos Deputados na última quinta-feira (5)

Publicado: 06 Agosto, 2021 - 21h39 | Última modificação: 06 Agosto, 2021 - 21h43

Escrito por: Ascom CUT-PB

Divulgação/CUT-PB
notice
O deputado paraibano Hugo Motta (Republicanos) votou a favor da privatização.

A Câmara dos Deputados aprovou na quinta-feira (5) o Projeto de Lei (PL) 591/2021, que autoriza a privatização dos Correios. A proposta foi encaminhada pelo Governo Federal em fevereiro deste ano, e permite a exploração da iniciativa privada em todos os serviços de postais do Brasil.

Ao todo, a votação contou com 286 posicionamentos favoráveis à privatização, sendo um do deputado Hugo Motta (republicanos). Sete deputados paraibanos preferiram se ausentar e não participar da votação. Já quatro se posicionaram e votaram contra a política de desmonte e privatização, são eles: Damião Feliciano (PDT), Frei Anastácio (PT), Gervásio Maia (PSB) e Edna Henrique (PSDB).

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB), Tião Gomes, a Central se solidariza com os trabalhadores e trabalhadoras dos Correios que tanto lutam contra o desmonte do Estado. “A privatização reforça esse desmonte que o Governo Bolsonaro vem fazendo nas nossas estatais. A privatização do nosso serviço postal não é justificada, tendo em vista que a empresa só deve ser privatizada quando não corresponde com um bom serviço, porém os Correios é uma das empresas de serviço público que mais dá lucro ao Brasil”, afirmou.

Somente no ano de 2020, a empresa gerou lucro superior a R$ 1,5 bilhões de reais. “Umas das nossas maiores preocupações é de que forma ficará o povo brasileiro, pois a privatização não garante que os serviços cheguem em todos os municípios do Brasil”, disse o presidente da CUT-PB.

O Projeto de Lei segue para o Senado e aguarda votação.

Confira como votaram os deputados paraibanos:

Aguinaldo Ribeiro (Progressistas): não votou

Damião Feliciano (PDT): contra

Efraim Filho (DEM): não votou

Edna Henrique (PSDB): contra

Frei Anastácio (PT): contra

Gervásio Maia (PSB): contra

Hugo Motta (Republicanos): a favor

Julian Lemos (PSL): não votou

Pedro Cunha Lima (PSDB): não votou

Ruy Carneiro (PSDB): não votou

Wellington Roberto (PL): não votou

Wilson Santiago (PTB): não votou