• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-PB, CTB e Força Sindical realizam campanha para doação de alimentos em CG

Campanha tem a sua importância ampliada por conta da crise humanitária e econômica causada pela pandemia

Publicado: 24 Abril, 2021 - 19h02

Escrito por: Ascom CUT-PB

Divulgação/CUT-PB
notice
O Brasil possui mais de 19 milhões de pessoas que se encontram abaixo da linha da miséria.

A Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB) realiza, em parceria com Força Sindical e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), na semana que antecede o 1º de maio, Dia Internacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras, a campanha “Solidariedade em tempos de pandemia”, com o objetivo de arrecadar alimentos para centenas de famílias que estão passando fome por conta da pandemia da Covid-19.

A campanha, que acontece a partir desta segunda-feira (26), por tempo indeterminado, faz parte de uma série de denúncias das centrais sindicais e de sindicatos filiados relacionadas à tragédia vivida pela classe trabalhadora e por todos os brasileiros durante mais de um ano de pandemia. As altas taxas de desemprego, a escalada da inflação e a aceleração dos casos e mortes por Covid-19, criados pelo governo Bolsonaro, deixaram muitas famílias em situação de fome, sem conseguir o mínimo para sobreviver.

Para Socorro Ramalho, vice-presidente da CUT-PB, há um esforço grande da Central e outras entidades para amenizar esse problema difícil que o país passa. “Hoje temos mais de 19 milhões de pessoas que se encontram abaixo da linha da miséria. A CUT resolveu fazer essa campanha junto com sindicatos filiados e com as categorias de trabalhadores para ajudar quem precisa com alimento. Chamamos todos que possam doar, nem que seja um quilo de alimento para nos ajudar nessa campanha”, afirmou.

Serão dois pontos de arrecadação em Campina Grande. Quem puder fazer a doação dos alimentos, pode ir ao Sindicato dos Comerciários, na Rua Venâncio neiva, 91, Centro, ou no Sindicato dos Bancários, que fica em cima do Supermercado do Calçadão da Cardoso Vieira, na mesma rua, também no Centro da Rainha da Borborema.

Ainda segundo Socorro, o objetivo é que os sindicatos locais participem e ajudem quem mais precisa. “Esperamos que os companheiros e companheiras que estão empregados, que possam doar, façam a sua parte. Vamos distribuir nas comunidades, com ajuda dos sindicatos locais, já que eles sabem quem está precisando mais daquele alimento. O 1º de maio de 2021 será com solidariedade, pela democracia, vacina, emprego, auxílio emergencial e por uma vida digna e decente para o povo brasileiro”, concluiu.