• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-PB convoca para Dia Nacional de Greve da Educação

A CUT-PB vem participando das atividades preparatórias e convoca para o Dia Nacional de Greve da Educação, que acontece nesta terça-feira (13), a partir das 14h, com concentração no Lyceu, em João Pessoa.

Publicado: 12 Agosto, 2019 - 13h46

Escrito por: Elara Leite

Divulgação
notice
A CUT-PB vem participando das atividades preparatórias e convoca para o Dia Nacional de Greve da Educação, que acontece nesta terça-feira (13), a partir das 14h, com concentração no Lyceu, em João Pessoa. As CUTs de todo o país vêm aderindo à mobilização, unida aos trabalhadores e estudantes. 
 
O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior da Paraíba, SintesPB, assim como a ADUFPB, já decidiram paralisar as atividades na terça-feira (13).  
 
Diversos movimentos, centrais e entidades como CUT-PB, CTB, ADUFPB, Frente Brasil Popular, MST, Levante, Sintep/CNTE, Sintem-JP, UJS, CPT, MTD, movimento estudantil, além dos mandatos das deputadas estaduais Cida Ramos e Estela Isabel, estão engajados na atividade em defesa da educação pública e contra a destruição das aposentadorias. 
 
Na terça-feira (13), além de uma caminhada prevista para o horário da tarde com concentração no Lyceu, militantes do MST deverão realizar a Marcha Estadual das Margaridas, saindo do Conde e unindo-se à manifestação pela educação. Após a caminhada pelas ruas do Centro de João Pessoa, um ato público será realizado no Ponto de Cem Réis. 
 
A organização promete levar as palavras de ordem “Tire as Mãos da Educação”, “Contra a Reforma da Previdência” e “Contra os Cortes na Educação”. Será realizado, a exemplo da atividade promovida na UFPB na última semana, um velório simbólico da Previdência e do Future-se. 
 
De acordo com convocatória enviada aos sindicatos cutistas na última semana, assinada pelo Secretário-Geral da CUT-PB, Joel Nascimento, “a decisão de se juntar à mobilização convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação - CNTE tomada pelas centrais sindicais e demais movimentos sociais e estudantil, se deu por entender que só o povo na rua poderá barrar os desmontes desse governo fascista e repetir as grandes mobilizações que vêm acontecendo desde abril desse ano”, diz o texto.
 
O presidente da CUT-PB, Paulo Marcelo, acrescentou que essas manifestações são muito importantes, principalmente porque vêm unindo os trabalhadores de diversas categorias e os estudantes em prol de um objetivo comum, contra os desmontes do governo. “Para nós, a bandeira da educação não é específica de um grupo, ela é de todos os que querem o desenvolvimento do país, que passa exatamente pela educação. Aproveitamos para convocar todas as lideranças do movimento sindical e de outros movimentos para levar suas bandeiras e faixas e no dia 13 fazer um grande protesto nas ruas de João Pessoa. Será uma grande manifestação e esperamos contar com o apoio de todos os sindicalistas homens e mulheres que estão preocupados com os ataques não só à educação, mas à democracia, além de reagir à Reforma da Previdência que já passou em segundo turno na Câmara dos Deputados e está no Senado, contra o Future-se e o desemprego crescente no país”, concluiu.