• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-PB apoia publicamente servidores dos Correios contra privatização da companhia

A CUT-PB, junto com sindicatos e servidores, continua na luta pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios.

Publicado: 04 Agosto, 2021 - 21h41

Escrito por: Ascom CUT-PB

Divulgação/CUT-PB
notice
A Câmara dos Deputados deve colocar em pauta, ainda nesta semana, o Projeto de Lei 591/21.

A Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB) vem a público demonstrar o seu apoio aos servidores dos Correios, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos da Paraíba (Sintect-PB), em sua luta contra a privatização da entidade.

A Câmara dos Deputados deve colocar em pauta, ainda nesta semana, o Projeto de Lei 591/21, que define as regras para essa privatização. Em fala na TV, o ministro das Comunicações do governo Bolsonaro, Fábio Faria, afirmou que a privatização traria benefícios à população e garantiria os empregos dos servidores.

No entendimento do Sintect, apoiado pela CUT-PB, isso é uma mentira. Atualmente, os Correios cobrem 100% do território nacional, realizando serviços em todos os 5.570 municípios brasileiros. Com a privatização, apenas 324 cidades receberiam os serviços dos Correios. Com a diminuição das agências pelo país, milhares de trabalhadores ficariam sem emprego.

Outro argumento usado pelo governo é o suposto prejuízo causado pelos Correios. Em reportagem divulgada nesta quarta-feira (4), o portal UOL mostrou que, na verdade, nos últimos 20 anos, a estatal lucrou R$ 12 bilhões, fechando no verde em 16 dos 20 anos. Em 2020, por exemplo, o lucro foi de quase R$ 2 milhões, segundo dados da própria entidade.

A CUT-PB, junto com sindicatos e servidores, continua na luta pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, diante dos sucessivos ataques do governo federal, ainda mais num momento de pandemia, que aumentou a crise econômica do país, gerando ainda mais desemprego.