• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-PB adere a mobilizações virtuais no Dia Nacional de Luta pelo Serviço Público

Diante da disseminação do coronavírus no Brasil, apesar de não haver casos confirmados na Paraíba, como medida de prevenção, a CUT-PB decidiu aderir às mobilizações virtuais nesta quarta-feira (18)

Publicado: 16 Março, 2020 - 10h35 | Última modificação: 16 Março, 2020 - 11h04

Escrito por: Elara Leite

Divulgação
notice

Diante da disseminação do coronavírus no Brasil, apesar de não haver casos confirmados na Paraíba, como medida de prevenção, a CUT-PB decidiu aderir às mobilizações virtuais nesta quarta-feira (18), Dia Nacional de Luta em Defesa do Serviço Público. A greve geral também está sendo amplamente incentivada, como forma de se manifestar contra a retirada de direitos promovida pelo governo e, também, como meio de prevenção ao vírus.

                O novo formato das manifestações da quarta (18), usará as redes sociais para denunciar os ataques do governo à educação, aos serviços públicos e às estatais, bem como exigir uma reação enérgica do parlamento e do executivo, nas três esferas, em defesa da saúde da população e da economia nacional.

A orientação da CUT Nacional também é de realizar, nessa data, um esforço de diálogo com as bases sobre a importância de defender os serviços públicos, os empregos e a democracia. Essas ações podem ser com a visita e a distribuição de materiais nos locais de trabalho, explicitando as razões da nossa mobilização.

                Em relação à saúde dos trabalhadores, a CUT-PB, através de seus sindicatos filiados, irá cobrar e propor às empresas, entidades patronais e instituições públicas a constituição de comitês de crise para o acompanhamento visando reduzir a propagação do vírus nos locais. Além disso, as empresas devem antecipar a vacinação de trabalhadores contra a gripe.

A CUT-PB assume ainda mais, nesse momento, as bandeiras de luta por garantia da manutenção dos empregos e da renda dos trabalhadores/as; ampliação do acesso ao crédito público para garantir a liquidez e a capacidade das empresas honrarem seus compromissos; garantia de acesso a benefícios sociais e da previdência; apoio e estímulo à atividade econômica, a geração de empregos e de renda para os trabalhadores.

Reunião ampliada

                Na última semana, a secretária geral da CUT Nacional, Carmen Foro, participou de atividades na Paraíba, como a Plenária dos Rurais, a Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia do Polo da Borborema e uma reunião ampliada com sindicatos cutistas na capital.       

“Estou muito grata pela oportunidade de vir à Paraíba e de cumprir as importantes atividades, uma com os trabalhadores e trabalhadoras rurais do Polo da Borborema, a atividade magnífica que foi a Marcha pela Vida das Mulheres e pela Agroecologia, uma mensagem muito forte para o mundo e para o Brasil da resistência das nossas companheiras desse polo e um papo, muito bom com os dirigentes sindicais da CUT que estão preparando o 18 de março. Quero desejar muita luz, muita coragem que é isso que a vida espera de nós e o povo espera também, que nos organizemos, que sejamos capazes de protagonizar as lutas da classe nesse momento tão difícil da história do Brasil”, afirmou Carmen.

Apesar das mudanças do formato do ato, Carmen incentiva a participação dos trabalhadores nas mobilizações e façam a adesão à greve geral. “Nós estamos firmes e fortes, estamos avaliando todos os dias. O coronavírus é tão letal quanto os projetos que estão na Câmara dos Deputados, as PECs e as medidas provisórias que acabam, arrasam com a vida da classe trabalhadora também”, concluiu a secretária geral da CUT Nacional.