• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Ato de solidariedade no Trauma de CG conta com participação da CUT-PB

A CUT-PB participou de ato de solidariedade no Hospital de Trauma de Campina Grande na quinta-feira última (18)

Publicado: 19 Junho, 2020 - 12h29

Escrito por: Elara Leite

Divulgação
notice

A CUT-PB participou de ato de solidariedade no Hospital de Trauma de Campina Grande na quinta-feira última (18), com o intuito de agradecer aos médicos, enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais e pessoal de apoio. Além disso, o grupo, que incluiu MST, Frente Povo Sem Medo, diversos sindicatos e o Levante da Juventude, também denunciou a situação da saúde no país e exibiu faixas de Fora Bolsonaro.

O ato se contrapõe a recentes invasões de hospitais motivadas por declarações do presidente Jair Bolsonaro, colocando em risco pacientes e profissionais de unidades de saúde sob o pretexto de verificar a ocupação de leitos da COVID. A atividade realizada no Hospital de Trauma de Campina Grande foi um gesto de solidariedade e gratidão a todos os profissionais da saúde e contou com o plantio de um bosque em homenagem a todos os mortos por coronavírus na Paraíba, denunciando a política genocida do governo Bolsonaro.

Jardel Wandson, dirigente licenciado do Sinttel e do coletivo de comunicação da CUT-PB participou do ato, que teve ainda a criação de um monumento, um crucifixo colocado no jardim do hospital. Foram plantadas 130 mudas de plantas em espaço destinado a criar um bosque e colocadas faixas em homenagem à vida. “Foi uma ação para se contrapor à postura do presidente que tem incitado as pessoas a invadirem os hospitais para filmar e atentar contra a vida, os pacientes, os profissionais”, comentou Jardel.

Houve ainda a pintura de um grafite com uma injeção de amor no coração como sinal de esperança.